sexta-feira, 11 de abril de 2014

Matéria sobre o Transtorno do Pânico no Canal Futura - 10/04/2014

O Jornal Futura exibiu uma matéria muito bacana sobre o Transtorno do Pânico e o meu trabalho no Sem Transtorno. Confira.

Fiquei extremamente orgulhosa com esse convite.
Espero que possamos ajudar muitas pessoas que estejam sofrendo com o pânico e buscando reaver suas vidas "normais", com mais qualidade e alegria!

Já sei que minha mãe vai reclamar porque não arrumei meu cabelo, não passei "nem um batom"... Mas mãe: PRESTA ATENÇÃO NO CONTEÚDO!!!!!!! rsss
Meu agradecimento especial à repórter Dani Moura, que leu a matéria que fizeram comigo na Veja Rio e acreditou no meu propósito.
Agradeço também à Rosanna, minha amiga e ex-psicóloga, e à Moema, minha incrível psiquiatra, por toparem dar entrevista e divulgar meu trabalho. 
À Ana Café e Núcleo Integrado pelo apoio e suporte de sempre. 

Por fim, à Daise, produtora do Jornal Futura, pelo contato tão gentil.

Saúde, coragem e força para todos nós!!! :)

17 comentários:

  1. Uhuuull!! Muito bom!! Parabéns!!
    Mas a parte que eu mais gostei foi "mas mãe: presta atenção no conteúdo!!! "
    hahahahahahah
    Parabéns..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahha! Pois é, xará, minha mãe é assim. Quase 40 anos se passaram e ela ainda não se acostumou com o meu jeitinho... rsss
      Obrigada! Beijos!

      Excluir
  2. Oi Karen, também sou portadora da síndrome do pânico, comigo a primeira crise aconteceu de repente do nada, eu em casa assistindo bem estar que estava falando de infarto, comecei a ter os sintomas, no outro dia a mesma coisa. Fui para o hospital deu tudo normal os exames, e a médica que me atendeu também passou por isso. Há 2 meses estou fazendo tratamento com homeopatia, desde que comecei tive no início sintomas, mas até agora tive 2 considerados mais fortes, isso somente quando me aborreço, ou me assusto. Será que o tratamento está tendo êxito? Fui a uma psicóloga mais ela falou mais do que me ouviu, nem se quer fez questão de outra consulta, disse que era para eu me divertir e etc. Devo procurar um psicólogo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, IMB.
      Não sei quanto tempo leva para que a medicação homeopática comece a fazer efeito, a alopática por levar até mais de um mês. De qualquer forma, acho que seu tratamento está muito no início para que eu possa fazer algum comentário. Mas acho sim que você deveria procurar outro psicólogo. O ideal é que se trate com alguém que sinta confiança; que se sinta à vontade também. Dê notícias. Abraços, Karen

      Excluir
  3. Karen, sua medica é tão "conhecedora" dos efeitos: "Existe uma predisposição genética, e isso é o fator primordial". Você já pensou que 50% do que você é, está em seu filhinho? Percebe que além de sua luta de dezessete anos ser inócua, pois você luta contra o efeito, e não contra a causa, você não está só? Você tem batalhado como um destemido.
    camundongo, que se dispôs ao maior enfrentamento de sua vida, vencer aquele gato grande e cruel. O gato não luta, apenas brinca... E, quando ele enjoa, dá apenas uma dentada fatal na cabecinha do pobre camundongo.

    Espero não estar sendo indelicado ou desrespeitoso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Magno, em primeiro lugar, sim, você está sendo indelicado e desrespeitoso. Vou tentar explicar mais uma vez: não compartilho da sua opinião, fé, ou o que quer que seja. Não entro em igreja, templo, terreiro ou lugar algum questionando a crença das pessoas, isso eu procuro debater, de maneira respeitosa, com meus amigos, familiares e pessoas próximas, com as quais sei que posso estabelecer um diálogo saudável e de mútua compreensão. Existem vários outros grupos de apoio; existem diversas igrejas espalhadas, em cada esquina é possível encontrar uma. Mas as pessoas que chegam até o meu blog e que continuam frequentando o meu blog é porque se identificaram comigo, com a minha história, e com a minha forma de encarar e conviver com a doença. Acho totalmente inadequado que uma pessoa venha até aqui para questionar isso, assim como a competência de profissionais em quem confio, como a minha médica. Da mesma forma acharia inconveniente se esta mesma médica entrasse no consultório de outro médico - um homeopata, por exemplo - e lhe dissesse, sem qualquer cerimônia, que seus remédios são ineficazes.
      Não costumo falar sobre minhas crenças, ou descrenças, nos meus textos. Mas quem se dá ao trabalho de ler pelo menos meia dúzia deles irá perceber que não tenho vínculo religioso de espécie alguma. Ou seja, quem se identifica comigo e com o meu trabalho, não espera de mim esse tipo de menção. Da mesma forma, não espero esse tipo de alusão insistente por aqui. Recebo a todos com benevolência, mas também não hesito em rechaçar aqueles que não vierem com o mesmo sentimento. Sinta-se à vontade para buscar outros grupos que atendam às suas necessidades e expectativas, acredito que aqui não seja o lugar ideal.

      Excluir
  4. Ei Karen, fiquei muito feliz com a resposta dada ao Magno Quintano e muito mais por saber que não tem nenhum vînculo religioso..assim "Sou Eu", embora tenha fé..é que com a síndrome do pânico Eu associo: o bem e o mal e evito rezar já que tal associação me deixa pior, desesperada mesmo e penso em suicídio..preciso de ajuda..sou uma das mulheres que mais chorou na vida e me igualo as pedras áridas à espera da chuva..acredito que essa frase seja pleonasmo, já me esquecí..o que quero realmente dizer é que necessito d'um abrazo amigo <3 entendo que uma das piores forma de execução seja a indiferença..muito grata <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá... Acho que fé independe de crença religiosa. Também tenho fé. Fé na cura, na paz, na harmonia, na boa fé do ser humano... Sinta-se abraçada, espero que encontre aqui palavras que a ajudem a superar seu problema. Você não está só.

      Excluir
    2. Karem gostei muito seu blog. Em 2 meses passei por uma ansiedade forte que me trouxe a depressao e um disturbio de ansiedade muito medo. Não dormia direito. agora melhorou 85% me sinto melhor, vou ao psiquiatra para conversar e saber mais sobre o assunto. DEUS TEM UM PLANO PARA SUA VIDA. Um grande abraço a voce e a todos que frenqentam o seu blog

      Excluir
  5. Fé e esperanca devem nortear a nossa vida.Podemos ajudar as pessoas,rezar,fazer caridade dentro ou fora das igrejas.Isto nos torna seres cada vez melhores e evoluidos.

    ResponderExcluir
  6. Boa noite!
    Sou de São Paulo capital e há mais de 20 anos sofro de ansiedade (tenho 28 anos). Já fiz vários tratamentos medicamentosos e terapias e até hoje não me curei.
    Alguém conhece aqui em SP uma boa terapeuta?
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anônimo.
      Estou trabalhando para conseguir ajudar nessa busca por bons profissionais em todo o Brasil. Por enquanto, não tenho como ajudá-lo, mas espero que alguém possa fazer essa indicação!
      Boa sorte!
      Karen

      Excluir
  7. Olá Karen, parabéns pela sua iniciativa. Tenho certeza que ajuda a muita gente. Você já leu o livro "As chaves do inconsciente" de uma cientista brasileira Dra. Renate Jost. Tem o site dela que acho interessante vc dar uma olhada http://www.tipclinica.com.br/. Tudo de bom pra vc.
    Abs
    José Antônio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, José Antônio, obrigada pela indicação. Não conheço o livro e nem o trabalho da cientista, mas vou procurar conhecer. Muito obrigada! Abraços.

      Excluir
  8. Karen, parabéns pela sua iniciativa de fazer esse trabalho para ajudar as pessoas que tem transtornos. Eu tenho TAG e isso está atraplhando muito minha vida profissional, não consigo ficar em emprego nenhum, fico tendo crises de ansiedade e acabo saindo. Faço tratamento há 4 anos, já melhorei um pouco mas isso não acaba.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada!
      Quanto ao seu tratamento, você tem acompanhamento psicológico e psiquiátrico? Às vezes é caso de substituir a medicação, ou mexer na dosagem... ou trocar de psicólogo. Sofri por um bom tempo até acertar a psicóloga.
      Grande abraço e boa sorte!! Mande notícias!

      Excluir

Obrigada por deixar seu comentário no Sem Transtorno! Não deixe de curtir a nossa página no facebook.com/semtranstorno.